agimos com integridade

30, junho, 2020


Os Seguros de Saúde não são todos iguais e a escolha do mais indicado para cada pessoa ou família deverá ter em conta diversos fatores aos quais nem sempre é dada a devida atenção. Saiba o que não deve descurar.


Não é por acaso que há cada vez mais pessoas a procurarem um Seguro de Saúde. O acesso a consultas e exames médicos sem ficar sujeito a listas de espera e a possibilidade de escolher o local e a data mais convenientes, a preços muito vantajosos, fazem com que os Seguros de Saúde sejam cada vez mais atrativos.

Mas nem todos os Seguros de Saúde são iguais, e as diferenças vão muito além do prémio a pagar anualmente. Saiba o que deve ter em conta na altura de escolher o seu.


Coberturas incluídas e exlusões

Que tipo de proteção procura? Para si, é mais importante garantir o acesso a consultas e exames de rotina ou salvaguardar, essencialmente, a assistência médica em caso de cirurgia ou doenças graves? Pretende incluir o parto nas coberturas? E a estomatologia?

Por outro lado, deverá também ter atenção a eventuais exclusões previstas no Seguros de Saúde e verificar se na lista de exclusões figura algum cuidado que realmente lhe interesse.

As necessidades variam não só consoante o nosso contexto familiar, mas também com o passar dos anos. Por isso é importante analisar, antes de mais, quais as coberturas que mais lhe interessam.

 

Rede de prestadores e reembolso e assistência

Sendo uma das grandes mais-valias de um Seguro de Saúde, a rede de prestadores deverá pesar na escolha do seu Seguro de Saúde. Certifique-se de que nesta estão incluídos os médicos, clínicas e hospitais que mais lhe convêm.

Avalie ainda se o Seguro de Saúde prevê o reembolso, e qual a sua percentagem, de consultas e serviços fora da rede.

 

Cobertura nacional ou internacional

Se é um viajante recorrente, em trabalho ou em lazer, deverá equacionar a subscrição de um Seguro de Saúde que inclua assistência internacional. Deve ainda ter em conta em que países poderá usufruir do seu seguro.

 

Um bom complemento para subsistemas de saúde

Um Seguro de Saúde não é apenas uma alternativa ao Serviço Nacional de Saúde. Consoante as coberturas escolhidas, este pode ser um excelente complemento a vários subsistemas de saúde, garantindo atos e cuidados médicos que estes não comparticipam.

 

Período de carência e limite de idade

O período de carência é o compasso de espera entre a contratação do Seguro de Saúde e a sua utilização. Este período de carência pode variar consoante as coberturas, podendo chegar aos 540 dias para o parto. Alguns Seguros de Saúde permitem a utilização em caso de urgência mesmo no período de carência.

Já o limite de idade refere-se ao limite de permanência do Seguro de Saúde e depende da idade do beneficiário aquando da sua contratação. Em muitos, este limite não se aplica quando a contratação é feita até aos 45 anos.

 

Veja para além do prémio

É, porventura, o fator que mais pesa na hora de escolher. Mas não caia na tentação de olhar apenas para o valor a pagar a cada ano.

Não raras as vezes, pequenos acréscimos no valor do prémio do Seguro de Saúde traduzem-se em poupanças significativas na sua utilização, seja no valor do co-pagamento dos atos médicos, seja no limite das coberturas. Faça as contas e verifique o que lhe é mais vantajoso.

 

Aconselhe-se devidamente

Com a saúde não se brinca e na Pedro Custódio Seguros sabemos bem da importância de garantir que os nossos clientes têm exatamente os seguros de que necessita.

Conte connosco para o ajudarmos a escolher o Seguro de Saúde que melhor se adapta às suas necessidades!

ATENÇÃO Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies