agimos com integridade

17, maio, 2018

Um seguro de viagem garante-lhe a proteção perante imprevistos no decorrer das suas férias. Conheça as vantagens.

O Verão está aí à porta e muitos são os que já têm as suas férias planeadas. Bilhetes de avião comprados, estadia reservada… resta contar os dias para o tão merecido período de descanso. Mas nos preparativos das férias descuramos muitas vezes a salvaguarda de uma rede de segurança caso algo corra mal.

Um pé torcido numa ilha paradisíaca, uma emergência médica num país onde os cuidados de saúde têm custos elevados, uma mala que se perdeu, condições atmosféricas ou instabilidade política extrema que obrigam a evacuação. Situações que pode acautelar com um seguro de viagem, o seu passaporte para umas férias verdadeiramente tranquilas.

Não obstante as coberturas que possa já ter garantidas noutros seguros, como no seu seguro de saúde ou cartão de crédito ou no caso de ter comprado a sua viagem através de uma agência, um seguro de viagem permite-lhe adaptar a proteção às suas necessidades, ou da sua família, bem como ao destino que escolheu. Quanto mais exótico este for, ou se planear fazer atividades com algum risco nas suas férias, maiores serão as vantagens em contratualizar um seguro de viagem.

Um seguro de viagem pode ir muito além da indemnização em caso de morte ou invalidez permanente. A assistência médica no estrangeiro, em caso de doença súbita ou acidente, o acompanhamento da pessoa hospitalizada, o pagamento ou restituição dos gastos com saúde e o encargo com crianças são outras coberturas importantes.

Ao contratualizar um seguro de viagem, pode ainda salvaguardar as coberturas de extravio, furto ou dano de bagagens, de cancelamento ou interrupção da viagem, de atraso ou perda de ligações aéreas. A assistência por roubo de documentos, em Portugal ou no Estrangeiro, pode também estar incluída na apólice.

A todas as vantagens enumeradas, pode ainda juntar-se a obrigação legal de ter um seguro de viagem com cobertura de assistência médica em diversos destinos, como o caso de Cuba, de alguns dos Emirados Árabes Unidos ou da Rússia.

ATENÇÃO Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies