agimos com integridade

04, julho, 2018

De acordo com a Associação Portuguesa de Seguradores a maior subida regista-se nos seguros atribuídos pelas empresas aos seus colaboradores.



No final do primeiro trimestre de 2018 eram já cerca 2,4 milhões de portugueses os beneficiários de seguros de saúde. Os números, que se traduzem num quarto da população nacional, foram recentemente avançados pela Associação Portuguesa de Seguradores (APS).

Segundo as estatísticas da APS, em 2014 os beneficiários de seguros de saúde não chegavam aos 2 milhões. Já entre março de 2017 e março de 2018 registou-se um aumento de 78.290 beneficiários.

Cerca de 50 mil novas apólices referem-se a seguros de grupo, atribuídos pelas empresas que têm neste tipo de benefícios uma ótima alternativa ao aumento de salários, evitando o aumento da carga fiscal que este implicaria. Embora menos significativa, a contratualização de seguros de saúde por parte de particulares tem também subido nos últimos anos.

Uma vasta rede de prestadores privados de saúde, a possibilidade de escolher médicos, a exigência com a qualidade dos serviços e o elevado tempo de espera no Serviço Nacional de Saúde são os principais motivos pelos quais cada vez mais pessoas optam por contratualizar um seguro de saúde. A estes juntam-se uma oferta alargada de produtos, adaptáveis às necessidades de cada pessoa ou agregado familiar.

Um seguro de saúde permite o acesso em condições especiais a consultas, atendimento permanente ou urgências, em caso de internamento, cirurgia ou parto, bem como a exames, análises e tratamentos diversos. Dependendo do seguro contratualizado, pode ainda incluir estomatologia e acesso a cuidados de bem-estar.

Quer seja um particular à procura de um seguro de saúde para si e para a sua família, quer seja um empresário que queira assegurar os melhores cuidados de saúde aos seus colaboradores, contacte-nos e fique a conhecer as melhores opções do mercado.

ATENÇÃO Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies